x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

12 h 38

Quarta-feira, 23 08 2017

GUIA DE ENTREVISTAS

ENTREVISTA


Nova geração de lentes intra-oculares

Quais são as novidades existentes em lentes intra-oculares atualmente?

As grandes “vedetes” atuais são as lentes intra-oculares acomodativas. São lentes que se movem dentro do olho para “devolver” a acomodação do paciente. Existem dois tipos com o mesmo mecanismo de ação, feitas de materiais e modelos distintos. Características especiais dessas lentes permitem sua movimentação dentro do olho após o estímulo acomodativo, possibilitando a visão de perto sem os óculos. A grande dúvida é saber se essa movimentação é suficiente para proporcionar determinado poder de acomodação capaz de deixar o paciente sem a necessidade dos óculos para perto. O outro questionamento se refere à permanência desse efeito com a inevitável fibrose capsular pós-operatória. Sendo assim, essas lentes tem que ser mais bem analisadas, com um seguimento (“follow-up”) maior.

Que outras vantagens as lentes intra-oculares poderão trazer para os pacientes?

Proporcionar boa visão é obrigação de todas as lentes intra-oculares. Com os recentes avanços científicos-tecnológicos os fabricantes têm se dedicado em fabricar lentes que protejam mais a retina das radiações nocivas, que possam melhorar a qualidade da visão através do aumento da sensibilidade ao contraste e da melhor visão noturna, que possam ser injetadas dentro do olho através de minúsculas incisões. Existem lentes intra-oculares, por exemplo, com filtro que bloqueia a luz azul, potencialmente nociva aos olhos, cuja faixa de onda se encontra entre entre 400 e 450 nanômetros, também chamada de radiação infravioleta. Essas lentes teoricamente proporcionam uma melhor proteção e ainda estão sendo estudadas em 10 centros no Brasil antes de serem lançadas no mercado. Temos ainda que aguardar um tempo para saber se isso vai realmente vingar.

Frente a tantas inovações, qual seria a indicação mais adequada para as lentes intra-oculares?

Quanto à indicação, varia de acordo com a necessidade particular de cada paciente. Primeiramente, antes de falarmos em lentes intra-oculares, é muito importante frisarmos que o sucesso dessas depende fundamentalmente da qualidade da cirurgia, a qual deve ser impecável. Devemos estudar bem o caso com detalhes e ver se é possível adotar alguma tática especial. A maioria das lentes intra-oculares proporciona excelentes resultados, mas em determinadas circunstâncias devemos implantar lentes adequadas mais ao caso em questão. Por exemplo, em certos casos de catarata traumática, catarata congênita ou catarata complicada pós-uveíte, é importante que se implante lente intra-ocular com a maior inércia inflamatória possível.

Como ficam as antigas gerações de lentes intra-oculares diante dessas novidades?

As antigas lentes têm proporcionado excelentes resultados reabilitando a visão de milhões de pessoas de forma muitíssimo satisfatória. No entanto, avanços tecnológicos com novas lentes intra-oculares irão, por exemplo, permitir a transpor uma das últimas barreiras da oftalmologia, que é a correção da presbiopia. Cabe ao oftalmologista ter o senso crítico para distinguir o que é realmente avanço, inovação daquilo que representa mera jogada de marketing dos fabricantes.

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011