x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

14 h 26

Terça-feira, 16 Julho 2019

GUIA DE ENTREVISTAS

ENTREVISTA


Desafios para o glaucoma

Qual a importância do diagnóstico precoce do glaucoma?

À medida que você prevenir as perdas funcionais de campo visual que correm no glaucoma, você evita que o glaucoma avance e com isso preserva a qualidade da visão do paciente. Já para fazer o diagnóstico, é muito importante uma avaliação cuidadosa, com antecedentes pessoais e familiares. Particularmente, junto com outros fatores de risco, a avaliação do disco óptico já pode dar indícios de alteração glaucomatosa e definir se o paciente realmente tem algum tipo de glaucoma inicial ou não.

A pressão intra-ocular-alvo (PIO-alvo) ainda é um desafio para tratar o glaucoma?

A PIO-alvo é particular e estimada para cada indivíduo. Vai depender do estadiamento da lesão glaucomatosa. A PIO-alvo pode mudar segundo seu acompanhamento e de acordo com a perda adicional por glaucoma.

Quais principais aspectos que o oftalmologista deve observar para a detecção mais adequada de glaucoma?

Em geral, no glaucoma devemos saber classificar bem o tipo de glaucoma e prestar atenção em grupos étnicos também. Por exemplo, a raça negra tem glaucomas mais agressivos; os chineses têm mais glaucoma de ângulo estreito e os japoneses mais glaucoma de pressão normal. A espessura de córnea, história familiar, fenômenos vasculares, enxaquecas devem ser bem estudados para definir uma PIO-alvo

Quanto aos possíveis tratamentos, que critérios devem ser adotados para o glaucoma?

Primeiramente, estabelecer o grau de lesão glaucomatosa, variando de leve, moderada a grave. Observar os fatores de risco associados interferem no valor da PIO-alvo. Além disso, a viabilidade do tratamento, seja com drogas ou cirurgia, e ainda fazer um ajuste fino para um bom acompanhamento. Temos que ter um raciocínio individualizado, considerar o custo da medicações, enfatizar a aderência e até a escolha das drogas, efeitos colaterais e tudo o mais.

Diante disso tudo, quais são os reais desafios para abordar o glaucoma?

Trata-se de uma doença relacionada ao envelhecimento e é uma das maiores causas de cegueira irreversível no mundo, tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento. Por isso, devemos sempre fazer o diagnóstico precoce e educar o paciente. Porém, precisamos ainda conhecer e entender melhor o glaucoma, saber qual o mecanismo fisiopatológico exato. A partir daí, conseguir terapêuticas para reduzir a pressão e medicações que inibam o desenvolvimento da lesão glaucomatosa em nível de sistema de escoamento ou de nervo óptico e assim propor tratamentos mais eficazes.

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011