x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

08 h 38

Quinta-feira, 18 09 2014

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


06/12/2006

Metade dos Portugueses necessitam óculos


Metade da população portuguesa – cerca de cinco milhões e duzentos mil portugueses – tem, de alguma maneira, necessidade de usar óculos. O facto de não se fazer um diagnóstico atempado leva a que existam cerca trezentos mil olhos preguiçosos no nosso País, incluindo o estrabismo. "Estes números são a evidência da necessidade de rastreios escolares, de modo a que os especialistas possam intervir na recuperação da visão de uma forma precoce e mais eficaz", sustenta o Dr. Florindo Esperancinha, oftalmologista no Hospital Amadora-Sintra e presidente da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO).

No que às doenças do foro oftalmológico diz respeito, prevê-se que entre 28000 a 38000 idosos portugueses possam vir a ser atingidos pela degenerescência macular relacionada com a idade (DMRI). Esta doença, que até há poucos anos não tinha tratamento, "passa actualmente por uma revolução no campo terapêutico", como diz este oftalmologista, acrescentando que, 2hoje em dia, já é possível tratar a forma mais grave da DMRI".

O glaucoma é outra patologia da visão considerada perigosa, pois "rouba" a visão sem que o doente se aperceba. Mais de 100 mil portugueses são afectados por esta enfermidade e 30 mil têm, de alguma forma, cegueira irreversível. No entanto, "a oftalmologia portuguesa tem recursos humanos para responder a esta doença, que necessita de ser diagnosticada precocemente", como sustenta Esperancinha. A diabetes, que atinge cerca de 500 mil portugueses, "é, a nível da oftalmologia, um problema de Saúde Pública a requerer programas de combate", defende este oftalmologista, que concretiza:

"As necessidades de tratamento com laser ultrapassam os 40 mil doentes, estimando-se que 1500 beneficiariam mais com a cirurgia. Temos tecnologia para controlar a doença, mas precisamos de mais recursos humanos, até porque novas terapêuticas estão a surgir." Seis em cada 10 pessoas, com mais de 60 anos, sofrem de algum tipo de catarata, o que, transposto para a realidade nacional, dá 170 mil pessoas afectadas. Em Portugal, operam-se perto de 25 mil doentes por ano.

"A catarata é, entre as patologias oftálmicas, a que mais beneficiou com a evolução tecnológica e a cirurgia é, na maior parte dos casos, feita em regime ambulatório", diz o mesmo especialista. Estas serão algumas das doenças da visão discutidas no 48.º Congresso Português de Oftalmologia, que decorre de 7 a 10 de Dezembro, no Hotel Miragem, em Cascais. O glaucoma, a DMI e a diabetes ocular são as patologias mais incidentes e as que mais cegam.

Agencias - Portaloptico.com


No que às doenças do foro oftalmológico diz respeito, prevê-se que entre 28000 a 38000 idosos portugueses possam vir a ser atingidos pela degenerescência macular relacionada com a idade (DMRI). Esta doença, que até há poucos anos não tinha tratamento, "passa actualmente por uma revolução no campo terapêutico", como diz este oftalmologista, acrescentando que, 2hoje em dia, já é possível tratar a forma mais grave da DMRI".

O glaucoma é outra patologia da visão considerada perigosa, pois "rouba" a visão sem que o doente se aperceba. Mais de 100 mil portugueses são afectados por esta enfermidade e 30 mil têm, de alguma forma, cegueira irreversível. No entanto, "a oftalmologia portuguesa tem recursos humanos para responder a esta doença, que necessita de ser diagnosticada precocemente", como sustenta Esperancinha. A diabetes, que atinge cerca de 500 mil portugueses, "é, a nível da oftalmologia, um problema de Saúde Pública a requerer programas de combate", defende este oftalmologista, que concretiza:

"As necessidades de tratamento com laser ultrapassam os 40 mil doentes, estimando-se que 1500 beneficiariam mais com a cirurgia. Temos tecnologia para controlar a doença, mas precisamos de mais recursos humanos, até porque novas terapêuticas estão a surgir." Seis em cada 10 pessoas, com mais de 60 anos, sofrem de algum tipo de catarata, o que, transposto para a realidade nacional, dá 170 mil pessoas afectadas. Em Portugal, operam-se perto de 25 mil doentes por ano.

"A catarata é, entre as patologias oftálmicas, a que mais beneficiou com a evolução tecnológica e a cirurgia é, na maior parte dos casos, feita em regime ambulatório", diz o mesmo especialista. Estas serão algumas das doenças da visão discutidas no 48.º Congresso Português de Oftalmologia, que decorre de 7 a 10 de Dezembro, no Hotel Miragem, em Cascais. O glaucoma, a DMI e a diabetes ocular são as patologias mais incidentes e as que mais cegam.
">

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011