x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

10 h 45

Terça-feira, 27 Junho 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


18/08/2008

Instituto da Visão divulga avanços no tratamento do Ceratocone

Nova terapia é opção para diminuir os transplantes de córnea

O Instituto da Visão – UNIFESP  iniciou um novo protocolo para tratamento
de  Ceratocone, principal causa de transplantes de córnea no Brasil e no mundo.
O método, denominado Corneal Cross Link (CXL), já aprovado pelo Comitê de Ética
da instituição, consiste na instilação de uma substancia chamada Riboflavina (vitamina B2)
no olho do paciente previamente anestesiado, seguida de aplicação de luz ultravioleta,
para criar novas ligações entre as  moléculas de colágeno da córnea,  aumentando sua resistência.
O tratamento, que dura cerca de duas horas, é ambulatorial e o paciente é liberado na seqüência,
devendo retornar diariamente para acompanhamento do processo de cicatrização.

O que é ceratocone
Ceratocone é uma ectasia ( abaulamento) da córnea ( lente mais potente do olho)
não-inflamatória e indolor, caracterizada pelo afinamento e perda de rigidez da parte
central da córnea, que fica mais abaulada (formato de cone), provocando distorção e
embaçamento das imagens, similar à provocada por altos astigmatismos. Em 90% dos
casos é bilateral. Sua origem é genética, com forte caráter hereditário. Inicia-se geralmente
na adolescência, por volta dos 16 anos de idade, evoluindo até, aproximadamente,
35 a 40 anos quando, na maioria dos casos, ocorre uma estabilização espontânea do processo.

Evolução e tratamento
Durante o estágio ativo da doença as mudanças podem ser rápidas.
Freqüentemente os pacientes reclamam das constantes mudanças de grau dos
seus óculos. Na maioria dos casos, 80%, o uso de  óculos ou lentes
de contato rígidas, são suficientes para garantir uma visão satisfatória
para o paciente. Entretanto, a progressão da doença é muito variável.
Enquanto alguns casos evoluem lentamente, uma minoria tem evolução rápida,
necessitando de lentes de contato rígidas ou até transplante de córnea.
Mesmo com o desenvolvimento de novos procedimentos cirúrgicos para
simplificar ou fornecer mais segurança no tratamento do ceratocone, como os
implantes de anéis intra-corneanos, o transplante de córnea ainda é o único
procedimento curativo para a doença, apesar do risco de complicações, como
alto astigmatismo, anisometropia, rejeição, infecção, glaucoma, catarata e
doenças relacionadas a superfície ocular.
O CXL vem se tornando uma opção terapêutica menos agressiva e, o que é
fundamental, potencialmente capaz de controlar a progressão do ceratocone e
de ectasias corneanas pós- cirúrgicas, justamente por agir no mecanismo
fisiopatológico da doença, endurecendo a córnea.
Aplicado em fase experimental na Suíça e em alguns países da Europa, com resultados
animadores --   a  maioria dos pacientes tiveram sua doença estabilizada –  o “Cross-Link” do
colágeno corneano deve tornar-se uma opção menos invasiva em casos de
ceratocone progressivo, diminuindo eventualmente as necessidades futuras de
transplantes de córnea.
Serão aceitos pacientes com ceratocone em estágio inicial ou moderado, com
evolução comprovada por exame de topografia corneana, e sem outras doenças
oculares. O atendimento será realizado às 3as. e 5as. feiras, das 11 às 13h,
com hora marcada.

SERVIÇO:
Centro Avançado de Diagnóstico e Tratamento de
Ceratocone do Depto de Oftalmologia da UNIFESP
Endereço: Rua Botucatu, 723 – Vila Clementino
Telefone para informações e agendamento: (11) 5576-4460


  • ana dayze fernandes da silva - 19/10/2012

    oftalmo

    eu nao estou conseguindo entrar em contato com esse numero

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011