x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

14 h 09

Sábado, 24 Junho 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


08/03/2010

Brasileiro desenvolve técnica para curar lesões na córnea

Brasileiro desenvolve técnica para curar lesões na córnea Oftalmologista pernambucano, que há 20 anos trabalha na Grã-Bretanha, comanda a pesquisa com células-tronco. Cientistas de uma universidade inglesa desenvolveram uma técnica para curar lesões na córnea. E o correspondente Marcos Losekann mostra que um brasileiro está no comando da pesquisa. Um senhor de 75 anos era praticamente cego até seis meses atrás. Não conseguia ler, dirigir, nem sequer podia sair de casa sozinho. Hoje em dia, Roger Gibbons leva uma vida normal. “Feri meu olho direito com cimento”, conta Roger, que é construtor aposentado. “Passei a forçar a visão do olho esquerdo e também quase o perdi. Graças à medicina, sou um novo homem”. Do olho menos comprometido, os cientistas retiraram células-tronco. Elas foram espalhadas sobre um pequeno pedaço de membrana aminiótica, um tecido retirado da placenta de mulheres que acabaram de dar à luz. As células-tronco se desenvolveram, e o novo tecido foi implantado em cima da córnea danificada. E Roger voltou a enxergar. Outras 12 pessoas com problema semelhante também foram operadas e recuperaram a visão. A técnica desenvolvida num laboratório de oftalmologia da universidade de Newcastle é revolucionária porque elimina totalmente o risco de rejeição, um dos piores problemas que podem ocorrer após o transplante de um órgão. Nesse caso não tem perigo porque os tecidos transplantados são produzidos artificialmente, com células-tronco do próprio paciente. O chefe da equipe é o doutor Francisco Figueiredo, oftalmologista pernambucano que há 20 anos trabalha na Grã-Bretanha. Ele diz que o Brasil tem condições de aplicar a nova técnica. “Para você crescer essas células em laboratório, você requer um laboratório especial. Então não necessariamente você vai ter esses laboratórios em todo lugar do Brasil, mas apenas em alguns grandes centros”. O doutor Figueiredo acaba de receber apoio do Ministério da Saúde britânico para expandir as pesquisas. Outros 25 pacientes poderão ser operados nos próximos meses. Vão voltar a enxergar pelas mãos de um médico formado no Brasil. “É uma alegria enorme de ter essa oportunidade de passar esse orgulho de ser brasileiro”.
Jornal de Floripa

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011