x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

17 h 25

Quarta-feira, 26 Julho 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


13/04/2010

Saúde será pauta durante a Expo Abióptica 2010

Abióptica e Dr. Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, alertam sobre os malefícios das lentes ilegais

A Expo Abióptica 2010, evento que acontece de 14 a 17 de abril no Transamérica Expo Center, em São Paulo, terá como um dos principais pontos de discussão o combate à pirataria dos óculos em favor da saúde do brasileiro.

De acordo com dados do Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade, de 24 milhões de óculos de sol produzidos durante o ano, apenas 7 milhões são frutos de indústrias idôneas. Fabricados ilegalmente e comercializados em praias, barracas ou até mesmo ópticas regulares, os óculos piratas prejudicam a visão do consumidor e causam mais danos do que podemos imaginar. A Abióptica - Associação Brasileira da Indústria Óptica - e o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, explicam os riscos que o uso de óculos de sol ilegais podem trazer à saúde.

Os problemas começam logo na fabricação. Ao contrário dos originais, que apresentam um processo de controle e lentes que protegem dos efeitos nocivos do sol, os óculos ilegais contém coloração escura por terem suas lentes tingidas, sem passar por qualquer técnica especial. A cor forte provoca dilatação da pupila, o que permite que mais raios prejudiciais passem pelos olhos. Com isso, os danos causados para a saúde só aumentam. "Ao comprar seus óculos, seja de grau ou de sol, o consumidor deve procurar um profissional e exigir que a lente seja de policarbonato para obter 100% de proteção contra os raios solares UVA e UVB. Na dúvida, consultar sempre um especialista, que será capaz de orientar sobre as melhores soluções que não prejudiquem sua visão", garante o oftalmologista.

Os problemas mais leves que o uso de lentes piratas pode causar vão desde uma simples dor de cabeça, até desconforto e cansaço visual. A longo prazo, no entanto, os olhos expostos aos raios UV podem desenvolver doenças como fotoceratite, pterígio, catarata e degeneração macular. De acordo com dados da OMS - Organização Mundial de Saúde - 20% dos problemas de catarata ocular - que resultam em três milhões de casos por ano - são conseqüências de problemas causados pela exposição errada ao sol.

Na luta contra a pirataria e a ilegalidade desde 2006, a Abióptica busca combater a informalidade e proteger o consumidor de produtos ópticos que prejudiquem sua saúde. Até fevereiro deste ano 21,5 milhões de óculos foram apreendidos, outros 10,8 milhões destruídos e outros 4,5 milhões aguardam destruição. Os itens não podem ser leiloados ou doados, por apresentarem diversos malefícios à saúde.

Óculos de Grau e Lentes em Geral

Além dos óculos de sol, a indústria da pirataria e falsificação também chega ao mercado dos chamados óculos de grau, aqueles usados para a correção de deficiências visuais. Nesse caso, embora com outros tipos de problemas e/ou doenças, o uso de um equipamento inadequado pode ser tão ou mais prejudicial à saúde quanto no caso dos óculos de sol. Tanto que, desde 2009, a venda de óculos de correção em farmácias é terminantemente proibida pela ANVISA e só pode acontecer em estabelecimentos especializados, com receita médica. Ao todo, o mercado nacional consome 8 milhões de unidades/ano deste tipo de equipamento..

Dificuldades na Escola

Como associação representativa de um setor importante da economia nacional, a Abióptica promoverá durante a Expo Abióptica 2010 um amplo debate sobre a necessidade de um exame visual pré-escolar no Brasil.
Baseado em números do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, sabe-se que hoje no Brasil 36% do total de repetência na rede nacional de ensino estão ligados a alguma disfunção visual.  "O papel da entidade é fomentar debates entre a iniciativa privada e o Poder Público para levar a todos os estudantes a possibilidade de identificar os problemas. O mau rendimento do aluno e a possível repetência custam mais ao Estado do que campanhas para realização de exames e subsídio dos óculos", acredita o presidente da Abióptica, Bento Alcoforado.

Outro estudo, desta vez do Intituto Penido Burnier, de Campinas, sob coordenação do Dr. Leôncio Queiroz Neto, realizado com 36 mil crianças entre 3 e 8 anos, aponta que 12% possuem algum tipo de distúrbio como ambiopia, miopia e hipermetropia.

Sobre a Abióptica - A Abióptica - Associação Brasileira da Indústria Óptica - consolida-se como a mais importante instituição do segmento óptico brasileiro. Com mais de 120 associados e 12 anos de história, a Associação reúne 95% das empresas do setor e acolhe indústrias, fabricantes, importadores e distribuidores - incorporando o varejo e a mídia especializada. A entidade visa à promoção de negócios no segmento e à regulamentação do setor óptico nacional.

Sobre Dr. Leôncio Queiroz Neto, Oftalmologista do Instituto Penido Burnier -Graduado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da PUCCAMP em 1985 com título de especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia e Associação Médica Brasileira. Especial interesse por traumas oculares, doenças externas oculares, córnea, catarata e cirurgia refrativa.

Press Texto

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011