x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

04 h 01

Quarta-feira, 28 Junho 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


25/05/2010

Leonardo Akaishi assume presidência da Sociedade Brasileira de Catarata

O médico, diretor do Hospital Oftalmológico de Brasília, quer Brasil como referência mundial na área.

A cada ano, cerca de 552 mil brasileiros recebem um diagnóstico de catarata e com ele a probabilidade de cegueira. Quase 150 mil desses problemas, realmente, deixam de enxergar e passam, na maior parte dos casos, da condição de cidadãos produtivos para dependentes de recursos da previdência. Com o propósito de minimizar este problema, o médico oftalmologista, Leonardo Akaishi, diretor do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB) assumiu, no último sábado (22), a presidência da Sociedade Brasileira de Catarata e Implantes Intraoculares (SBCII).
Eleito para um mandato de dois anos (2010 / 2012), Akaishi assume a gestão da entidade, que representa cerca de dois mil cirurgiões especializados em catarata no Brasil, em substituição a Marco Antonio Rey de Faria, que esteve à frente da SBCII no último biênio.
Fazer do Brasil uma praça de destaque no cenário internacional da catarata, com o estímulo à produção científica e à inovação alinhada ao que há de mais avançado no mundo, estão entre os objetivos de Akaishi nos dois anos que estará na presidência da Sociedade Brasileira de Catarata.
Déficit - O médico destacou na cerimônia de posse, realizada em Natal (RN), durante o encerramento do XI Congresso Internacional de Catarata e Cirurgia Refrativa, que 10% da pacientes brasileiros estão acima dos 50 anos de idade. O dado significa que quase 20 milhões de portadores potenciais de catarata, muitas vezes em idade produtiva, se transformam em despesas para o Estado, uma vez que o déficit entre a demanda de novos casos de catarata e o atendimento realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é defasado.
Akaishi propôs a elaboração de ações integradas a partir da união de oftalmologistas de todo o país, no sentido de potencializar os mutirões do SUS, fazendo com que os recursos cirúrgicos - único tratamento existente para a catarata - possam chegar a todos os brasileiros que necessitam deste acesso. “A opacificação do cristalino, que caracteriza a catarata, cega, e esta é a maior causa de cegueira reversível no mundo. Mas é preciso que os equipamentos e insumos estejam disponíveis e adequados para que oftalmologistas especializados possam realizar o trabalho de devolver à visão a esses pacientes. Não há como prevenir a catarata, a política de saúde é diferente, pois trata-se de um processo de envelhecimento do organismo, não há como evitar”, explica.
Sete metas - Akaishi elencou seus objetivos à frente da SBCII para os próximos dois anos em sete tópicos: profissionalizar a gestão da entidade; tornar-se referência na geração de conteúdo científico com a promoção da atualização e da educação de ponta; tornar-se referência como entidade de especialistas, com a maior representatividade mundial e com a expansão da base de sócios ativos; oferecer mais e melhores serviços aos afiliados; criar canais de comunicação mais efetivos e de maior representatividade junto às agências reguladoras, entidades parceiras, formadores de opinião e sociedade em geral; desenvolver ações sociais relacionadas à atividade-fim; promover a auto-sustentabilidade.
Presidente – Leonardo Akaishi é diretor do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB) e do departamento de catarata. Mestre em oftalmologia pela Universidade de Brasília (UnB), é pesquisador e cirurgião. Especialista em catarata por facoemulsificação, com formação na Eye Clinic Dr. William De La Pena, em Los Angeles, Califórnia (EUA), em 1993, e na Clínica do Dr. Howard Fine, Eugene, Oregon (EUA), de outubro de 1994 a abril de 1996.
Formado pela Faculdade de Medicina do ABC, Santo André (SP), Akaishi é especialista em oftalmologia, com título conferido pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e pela Associação Médica Brasileira (AMB) em 30/03/1999. Está inscrito no Conselho Regional de Medicina (C.R.M – SP) com a identificação 55.859 e no C.R.M – DF com o registro 9673.
O novo presidente da SBCII é o oftalmologista que realizou, no Brasil, a primeira Cirurgia de Implante de Lente de Contato para alta miopia. A cirurgia aconteceu no Hospital Santa Catarina (SP), em julho de 1996.
Com quase seis mil cirurgias de catarata realizadas, utilizando lentes multifocais desde que o processo é praticado no Brasil, isto é cerca de quatro anos, Akaishi é reconhecido por ser o primeiro oftalmologista no mundo a atingir a marca de duas mil lentes multifocais implantadas já em 2007.
Realidade - A catarata é a opacificação do cristalino, lente natural dos olhos, que, ao amarelar, impede a passagem de toda a luz para formação de imagens nítidas na retina. Cataratas são líderes em causas de cegueira. Respondem por cerca de 48% de todos os casos de cegueira no mundo, afetando mais de 17 milhões de pessoas. Médicos e cientistas buscam soluções para o problema que registra 28 mil novos casos de cegueira diariamente. Levantamento do Conselho Brasileiro de Oftalmologia indica que 20% de todas as pessoas acima de 60 anos de idade têm pelo menos o início de uma catarata em um dos olhos e este índice cresce para 43% entre pessoas com mais de 75 anos. De acordo com a expectativa da Organização Mundial da Saúde, dentro de 25 anos, 20% da população do planeta estará com mais de 65 anos. “É preciso trabalhar para devolver autonomia física e intelectual a essas pessoas”, conclui o presidente da SBCII.
ATF Comunicação

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011