x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

18 h 23

Segunda-feira, 22 Maio 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


02/07/2010

Cerca de 40% das crianças atendidas na Unifesp, pelos mutirões do Projeto Visão do Futuro, precisava de óculos

Balanço dos dois primeiros mutirões realizados na Unifesp pelo Projeto Visão do Futuro, em 19 e 26 de junho, aponta que 27% delas apresentaram deficiências visuais mais sérias como a ambliopia e o estrabismo.
O terceiro mutirão para os alunos do 1º ano do ensino fundamental das escolas públicas, cadastrados no projeto,
será no sábado, 03 de julho.

Nos dois primeiros mutirões realizados na UNIFESP pelo Projeto Visão do Futuro, em uma parceria com o Instituto da Visão e as Secretarias de Educação e Saúde do Estado de São Paulo, 40% das 978 crianças que compareceram ao atendimento apresentaram problemas de visão. Em 27% delas foi diagnosticado ambliopia e estrabismo, deficiências visuais consideradas mais sérias e que necessitam de acompanhamento profissional. No total, foram prescritos 418 óculos. Destes, 38 casos foram de nova prescrição.

De acordo com a oftalmologista Denise Freitas, chefe do Departamento de Oftalmologia da Unifesp, a ambliopia, também chamada de olho preguiçoso, é caracterizada pela baixa acuidade visual em um ou ambos os olhos, devido a uma deficiência no desenvolvimento normal da visão durante o período de maturação do sistema nervoso central. “Se o problema não for corrigido até os seis ou sete anos, ele pode se tornar irreversível”, explica. “O tratamento é simples e realizado com a oclusão – uso de tampão – nos olhos para estimular a região do cérebro ligada à visão”.
Já o estrabismo – perda do alinhamento entre os olhos – tem boas chances de correção clínica, com o uso de óculos, ou, em casos mais extremos, cirúrgica.

O mutirão, que ocorrerá no sábado, 3 de julho, e que participam profissionais do Departamento de Oftalmologia da Unifesp, será o terceiro dos nove programados para o ano de 2010. Em cada edição é previsto o atendimento de, aproximadamente, 800 crianças previamente triadas pelo projeto. Além do diagnóstico de deficiências visuais e suporte profissional, o programa servirá como estudo epidemiológico sobre a saúde visual de nossas crianças.

Projeto Visão do Futuro

Coordenado pelo Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Cultural e Social do Estado de São Paulo (Fussesp), o Programa Visão do Futuro está treinando professores das redes públicas de ensino estadual e municipal da capital para que possam realizar testes de acuidade visual em todos os alunos matriculados na 1ª série do ensino fundamental, e encaminhá-los para os mutirões realizados pela Unifesp, Santa Casa de Misericórdia e Usp.
Unifesp

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011