x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

00 h 26

Sábado, 18 Novembro 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


13/07/2010

População ganha oftalmologia gratuita em Itaboraí

Na véspera do Dia Mundial da Saúde Ocular (10/07), o setor de oftalmologia da Policlínica de Especialidades Prefeito Francisco Nunes da Silva, em Itaboraí, alertaram a população para os cuidados preventivos com a visão. Algumas patologias oftalmológicas não apresentam sintomas e, quando se manifestam, costumam estar em estágio avançado.

“Grande parte da sociedade quando procura a assistência já é tarde demais. Isso poderia ser evitado com visitas anuais ao médico para fazer avaliação. Como o primeiro estágio de muitas doenças é pouco perceptível, os exames periódicos são fundamentais para evitar qualquer perda visual”, alerta o oftalmologista da policlínica, Gustavo Aguiar.

Em funcionamento há pouco mais de um mês, o serviço já atendeu cerca de 80 pessoas, que podem realizar exames como acuidade visual (teste da visão), fundoscopia (fundo de olho), tonometria (medição da pressão intra-ocular) e refração (medida do grau). Entre as principais queixas dos pacientes assistidos estão a retinopatia diabética e hipertensiva, catarata (uma das maiores causas de cegueira no Brasil), glaucoma (aumento da pressão interna do olho que pode causar perdas visuais irreversíveis) e a miopia (dificuldade em enxergar objetos mais afastados).

Por isso, é preciso ficar atento a alguns sintomas. Fadiga ocular, visão embaçada, dificuldade na mudança de foco perto/longe, sensação de peso nos olhos, dores de cabeça, sensação de olhos secos, vermelhidão, ardência e lacrimejamento são alguns dos sinais de que alguma coisa pode estar errada. A falta de acompanhamento médico pode agravar até problemas mais simples. “Uma conjuntivite maltratada, por exemplo, pode gerar complicações mais sérias e causar até perda total da visão”, alerta Aguiar.

Cuidados devem começar na infância

Os bebês podem ser afetados pela conjuntivite, logo nos primeiros dias de vida. Se os pais perceberem qualquer sintoma como vermelhidão, irritação, lacrimejamento, devem levar a criança ao especialista o mais rápido possível. Vale destacar também a importância do Teste do Olhinho, realizado pelo pediatra logo após o nascimento. O exame verifica a presença de leucocoria (mancha branca no olho) e descarta problemas congênitos. Todo recém-nascido deve realizá-lo.

Outro cuidado relevante diz respeito às crianças em fase escolar. Todas devem ser submetidas ao exame de acuidade visual. Os defeitos refrativos – miopia, hipermetropia e astigmatismo – também protagonizam a perda visual quando não são corrigidos no momento certo. Se a criança se queixar de dor de cabeça ou mal estar após algum esforço visual, apresentar desinteresse por leitura, franzir a testa para enxergar objetos distantes ou se aproximar muito de cadernos ou livros para ler, procure um oftalmologista que irá avaliar, através de exames específicos, se a criança precisa usar óculos.

Foi o caso de Matheus Caetano Palácio Delfino da Silva, de 8 anos, estudante do 4º ano do ensino fundametal da rede municipal. Com dificuldade para enxergar o quadro negro e reclamações de dores de cabeça, estava animado na sua primeira visita ao oftalmologista. “A tia do colégio pediu que a minha mãe me levasse ao médico, porque eu não estava conseguindo fazer os deveres, sentia muita dor nos olhos e ficava um pouco tonto. No início tive medo, mas depois gostei”, contou.
Prefeitura Municipal de Itaboraí

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011