x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

12 h 47

Quarta-feira, 26 Abril 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


08/10/2010

A importância do teste do Reflexo Vermelho

Estima-se que cerca de 50% das causas de cegueira infantil no Brasil podem ser prevenidas e tratadas com o diagnóstico precoce

Uma pesquisa, realizada pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), mostrou que no Brasil temos mais de 27 mil crianças deficientes visuais e mais de 600 com baixa visão. Os fatores que desencadeiam essas patologias na população infantil são diferentes dos motivos acarretadores de cegueira no adulto. Diferente do que imaginamos, os olhos das crianças não são uma versão em miniatura dos olhos adultos, e a maioria das doenças podem ser reversíveis se for diagnosticada precocemente. Por conta disso, é muito importante a realização do “teste do olhinho” ou exame do Reflexo Vermelho.

Desde 2002, esse procedimento diagnóstico passou a ser obrigatório para recém-nascidos nos berçários do Rio de Janeiro. Já em 2003, o Estado de São Paulo aprovou a mesma lei.

O “teste do olhinho” é simples, rápido e indolor. É realizado no hospital por meio de um aparelho, o oftalmoscópio, apropriado para observar o reflexo luminoso do olho da criança. A principal importância desse exame é a detecção precoce de doenças que comprometem a visão das crianças.

A Dra. Sarelena Vanderlei, oftalmo-pediatra, esclarece: "Apesar de ser indicado para logo após o nascimento, o teste de Reflexo Vermelho pode ser realizado em crianças de qualquer idade, pois muitas doenças oculares possíveis de diagnóstico podem aparecer mais tardiamente".

O que pode ser prevenido:
Toxoplasmose, rubéola congênita, deficiência de vitamina A.

O que deve ser tratado em tempo:
Catarata infantil e retinopatia da prematuridade.
Hospital de Olhos de São Paulo

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011