x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

07 h 18

Sábado, 24 Junho 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


14/10/2010

Dia Mundial da Visão: Olhos também são alvos do câncer

Risco cresce após 40 anos de idade; exames de rotina são essenciais

Muitas pessoas nem imaginam, mas o olho também é um órgão que pode ser atacado pelo câncer. O tipo de câncer ocular mais frequente é o melanoma de coroide, um tumor maligno mais comum em adultos do que em crianças. "Temos percebido um aumento no diagnóstico desse tipo de câncer, tendo em vista um maior acompanhamento dos pacientes com os exames de rotina", explica a oftalmologista Martha Chojniak, especialista em oncologia e diretora de Oftalmologia do Hospital A.C.Camargo.

Esse tipo de tumor pode atacar diferentes partes do olho, desde a pálpebra até as estruturas internas, como a íris. A parte do olho mais acometida pelos melanomas é a coroide, que não é visível a olho nu, sendo necessário dilatar a pupila e examinar o olho com equipamentos especiais para diagnosticá-lo.

O exame de mapeamento de retina (mais conhecido como de "fundo de olho") é recomendado para adultos com mais de 40 anos, tendo em vista que as chances de desenvolver melanoma de coroide crescem com o avanço da idade. Os sintomas mais comuns são: baixas na capacidade de visão (bem como do campo visual), sombras na vista, dor local e olhos vermelhos.

Como tratar

O tratamento mais utilizado quando o tumor ainda é pequeno é a braquiterapia, que consiste em aplicar radiação apenas no local do tumor. Para tumores maiores, costuma se fazer necessária uma remoção do olho afetado, seguida da colocação de uma prótese. A precocidade do diagnóstico é importante, pois 25% dos pacientes desenvolvem metástase (quando o câncer se espalha para outros locais) e, destes, quase 100% não sobrevivem, no caso do melanoma de coroide.

Um outro tipo de tumor no olho é o retinoblastoma, originário das células da retina, em 90% dos casos acomete crianças de até cinco anos de idade. "Os índices de cura são altos, mas o diagnóstico precoce é fundamental para que o tratamento gere menos efeitos colaterais e complicações", explica a oftalmologista. Existem dois tipos de retinoblastoma: o hereditário e o não hereditário.

A criança que tem o retinoblastoma hereditário corre o risco de desenvolver o tumor nos dois olhos, além de ter outros tipos de câncer anos após o tratamento, devido o fator genético, ou um retinoblastoma trilateral, que acomete também o sistema nervoso. O não hereditário costuma ser causado pelo desenvolvimento anormal da retina na infância e, em geral, acomete um só olho. O retinoblastoma pode ser diagnosticado ainda na maternidade, no exame de mapeamento de retina.

Para identificar o retinoblastoma, fique atento aos seguintes sinais na criança: pupila do olho branca, chamada de "olho de gato", ao invés de vermelha na presença de luz (isto pode ser observado em fotografias com flash) e estrabismo (que é uma consequência do tumor, e não sua causa). Dentre os fatores de risco, o mais importante é quando existe caso de retinoblastoma na família. Alguns outros tipos de tumor podem chegar a afetar os olhos. Para as mulheres, o câncer de mama, quando metastaseado, pode gerar tumores no olho e, para os homens, o mesmo ocorre com o câncer de pulmão. Além disso, existem tumores na mucosa conjuntiva que podem atingir a pálpebra, mas são menos frequentes.
Minha Vida

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011