x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

23 h 21

Domingo, 22 Outubro 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


08/11/2010

Problemas de visão podem ser diagnosticados já no nascimento do bebê

Teste do olhinho pode ser feito 48h após o nascimento

Muitas vezes detectados apenas na fase escolar, problemas de visão podem ser diagnosticados já no nascimento. Além de consultas regulares ao oftalmologista antes dos 6 meses, a atenção dos pais a pequenos sinais é fundamental para o tratamento precoce (confira as dicas abaixo).

O primeiro exame a ser feito é o teste do olhinho, 48 horas após o nascimento, que detecta, por exemplo, catarata e glaucoma congênitos.

– Nossa preocupação maior são as doenças congênitas que possam levar à cegueira se não forem tratadas em tempo – alerta a oftalmologista pediátrica Rosane Ferreira.

Mesmo que a criança não apresente deficiência perceptível, as consultas regulares são fundamentais. Quando há grande diferença de grau entre os olhos, o problema pode ser mascarado por anos. O olho mais sadio acaba dominando o outro, que fica preguiçoso. A criança enxerga tudo, mas apenas com um deles.

Para restabelecer a visão, os procedimentos são idênticos àqueles a que os adultos são submetidos. Além do uso de óculos, cirurgias e tampões fazem parte dos tratamentos.

– Quanto mais precocemente se inicia a correção, menos a doença evoluirá. Em alguns casos, se o tratamento não começar na infância, a cura será mais difícil – alerta Rosane.

Numa boa

Ao contrário do que poderia se imaginar, crianças se adaptam rapidamente ao uso de óculos. Quem resiste, na maioria das vezes, são os pais, preocupados com um possível desconforto ou até estigmas criados entre coleguinhas de escola.

Para o chefe do Setor de Oftalmologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Jacó Lavinsky, pais que não têm problemas de visão devem redobrar a atenção com os filhos:

– Ao não se preocupar, podem adiar um tratamento importante.

TIRE SUAS DÚVIDAS

A partir de que idade o uso de óculos é indicado?

Assim que for detectado um erro de refração significativo, o que varia de acordo com a doença e a faixa etária. Em alguns casos, pode ser indicado para um bebê com menos de 1 mês. A maioria passa a usar a partir de 1 ano ou 2.

Como fazer a criança se acostumar?

Quem tem deficiência visual se sente confortável de óculos, pois passa a ver tudo nítido. Permita que ela escolha a armação. Em caso de resistência, insista no uso, mesmo com manha e choro. Os óculos devem estar sempre limpos. Se estiverem sujos ou arranhados, a criança perde o interesse.

A que sinais pais e professores devem estar atentos?

:: Quando a criança aproxima ou afasta objetos do rosto para vê-los

:: Senta-se muito perto da TV

:: Não enxerga o que está escrito no quadro-negro

:: Tropeça com frequência

:: Tem dificuldade para ler e escrever

SAIBA MAIS

:: A Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica recomenda que um exame oftalmológico completo (com dilatação das pupilas) seja realizado a cada seis meses nos dois primeiros anos de vida. A partir daí, os exames devem ser feitos anualmente, até a criança completar 10 anos.

:: Doenças como a catarata congênita (muitas vezes causada por infecções como a rubéola), o glaucoma congênito e o retinoblastoma (tumor maligno que pode levar à morte) podem causar cegueira.

:: Hipermetropia, miopia e astigmatismo são comuns em todas as idades.

:: Quando há uma diferença muito grande de grau entre os olhos, a criança pode sofrer de ambliopia (olho preguiçoso). Ela passa a enxergar só com o olho mais sadio e o outro não se desenvolve, podendo ser irreversível.

:: O estrabismo (desvio dos olhos) também é frequente.
Click RBS

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011