x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

06 h 39

Terça-feira, 12 Dezembro 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


14/01/2011

Idosos devem se prevenir contra as principais doenças oculares

Apesar do desenvolvimento da medicina, das políticas de saúde pública e a crescente conscientização da população brasileira, que está envelhecendo “a olhos vistos”, muitos ainda desconhecem a importância dos cuidados com os olhos.

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia chama a atenção para a importância dos cuidados com a visão, primeiro sentido a sofrer as consequências do processo do envelhecimento, geralmente a partir dos 40 anos com os sintomas iniciais da vista cansada (presbiopia: dificuldade para ler de perto).

Segundo a classificação cronológica da Organização Mundial da Saúde (OMS), são idosas as pessoas com mais de 65 anos em países desenvolvidos e com mais de 60 anos nos em desenvolvimento.

Ainda de acordo a OMS, a população mundial está envelhecendo graças ao avanço da medicina e a melhora na qualidade de vida.

Estima-se que por volta do ano de 2025, pela primeira vez na história da humanidade, o número de idosos será maior do que o de crianças.

No Brasil, a expectativa de vida é de 68 anos para os homens e 75 anos para as mulheres.

Atualmente existem cerca de 13,5 milhões de idosos no país, que representam 8% da população.

Mas até 2020 serão 32 milhões e o Brasil, que já foi um país de jovens, será o sexto no mundo com o maior número de idosos.

Principais problemas

O presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia alerta para três dos mais graves problemas visuais, que podem levar à cegueira a partir dos 60 anos: a catarata, o glaucoma e a degeneração macular relaciona à idade (DRMI).

Dessas três patologias, a catarata é a única cuja cegueira é reversível. A catarata é a opacidade do cristalino, o que provoca a visão embaçada, opaca. Mas ela só tem cura mediante cirurgia.

Nos países desenvolvidos realizam-se cinco mil cirurgias por ano e por milhão de habitantes.

O Brasil não chega ao mínimo aceitável de três mil cirurgias por ano e por milhão de habitantes, como preconiza a Organização Mundial da Saúde.

Atualmente, são realizadas no Brasil cerca de 360 mil cirurgias de catarata por ano, quando deveriam ser pelo menos 546 mil.

Estima-se que existam 900 mil brasileiros com glaucoma (perda progressiva da visão lateral), mas acredita-se que o número seja muito maior, devido ao desconhecimento da doença.

Extremamente grave, se não diagnosticada a tempo e tratada, o glaucoma pode levar à cegueira irreversível, pela destruição das células retinianas e do nervo óptico.

O glaucoma acomete 4% da população acima dos 40 anos e é mais comum entre as pessoas da raça negra, portadores de alta miopia, em uso de esteroides.

Se na família houver casos diagnosticados, é necessário redobrar a atenção com seus descendentes no exame da pressão intraocular.

Nesses casos, recomenda-se exames oftalmológicos mais frequentes, assim como para os hipertensos ou diabéticos.

Quanto à degeneração macular relacionada à idade – DRMI (lesão na mácula, parte central do olho), afeta tanto a visão para perto quanto para longe.

Seus primeiros sintomas são um esmaecimento das cores, a percepção de uma área escura ou vazia no centro da visão e a alteração do tamanho dos objetos.

O DRMI já afeta cerca de 2,9 milhões de brasileiros acima de 65 anos de idade e pode levar a perda parcial ou total da visão. As pessoas com íris azul ou verde estão mais sujeitas a ter DRMI.

A importância da alimentação saudável

Uma dieta bem equilibrada tem o poder de retardar ou atenuar doenças oculares.

Obviamente, é preciso tomar uma série de medidas para o bem da saúde em geral, não apenas mudar os hábitos de alimentação.

Combater o sedentarismo, realizar check-ups regulares, usar protetor solar todos os dias (inclusive quando não há sol) e, principalmente, parar de fumar são atitudes que contribuem grandemente para fortalecer o organismo.

Mas uma dieta bem elaborada, privilegiando alimentos antioxidantes – que combatem o envelhecimento – pode trazer grandes benefícios, retardando doenças como a degeneração macular, catarata, olho seco e tantas outras.

Todas as dietas saudáveis devem incluir grandes quantidades de frutas, legumes e verduras frescas – que podem ser consumidas ao longo do dia.

A ideia é aumentar a ingestão de vitaminas, minerais, proteínas saudáveis, ômega-3 e luteína.

Frutas de várias cores e verduras de tonalidade verde-escuro, como espinafre, couve e brócolis, contêm antioxidantes que protegem os olhos, reduzindo os danos provocados pelos radicais livres.

Ovos, milho verde, mamão, laranja e kiwi também contêm luteína, substância fundamental no combate à degeneração macular relacionada à idade.

A esses alimentos, podem se acrescentar cenoura e abóbora, que também são ricas em vitamina A e contêm muita vitamina C.
A Gazeta News

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011