x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

22 h 39

Sábado, 18 Novembro 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


01/02/2011

Médicos condenam ação de optometristas

Segundo os oftalmologistas, técnicos da área óptica estariam exercendo ilegalmente a medicina no Estado

Diagnóstico, prescrição de lentes e consulta para pacientes.

As atribuições no âmbito da saúde ocular têm causado polêmica entre profissionais que atuam na área. Entidades que representam oftalmologistas acusam os optometristas (profissionais não médicos que atuam no setor óptico) de “exercício ilegal da medicina” (crime previsto no Código Penal Brasileiro) e alertam para possíveis danos à visão a partir das intervenções desses profissionais.

Representantes do Conselho Regional de Ópticas e Optometria da Bahia (Crooba) não quiseram falar diretamente com A TARDE.

O órgão emitiu nota, por meio do departamento jurídico, destacando a atuação com base na Portaria 397/ 2002 (Classificação Brasileira de Ocupações, do Ministério do Trabalho e Emprego MTE), que descreve as atividades do profissional da área.

A polêmica fica mais acirrada quando optometristas e médicos citam o Decreto Federal 20.931, de 1932, para defender seus pontos de vista – os primeiros destacando o artigo 3º, sobre a autorização da profissão, mediante prova de habilitação e licença sanitária, enquanto os médicos evocam o artigo 38, segundo o qual os optometristas estão proibidos de ter consultório e equipamentos.

O advogado do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), Maurício Rahein Félix, vai mais longe e questiona a garantia da portaria do MTE.

“Não há legislação que autorize os optometristas a prescrever lentes e fazer diagnóstico. A portaria é uma norma. Não regulamenta a profissão”, rebate Félx.

Entidades que congregam os médicos exigemque os optometristas apenas manipulem lentes e regulem aparelhos ópticos. “O conhecimento deles só permite a fabricação de lentes e montagem de óculos. Atender pacientes, prescrever óculos e diagnosticar é função do oftalmologista”, diz a vice-presidente da Sociedade de Oftalmologia daBahia (Sofba) e 1ª secretária do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), Fabíola Mansur.

Consulta Os itens que fazem parte de uma consulta completa com oftalmologista são a anamnese (histórico clínico baseado nas lembranças do paciente), coleta de dados sobre antecedentes familiares, refração (medida do grau), exame do fundo de olho (fundoscopia, uma avaliação da retina e nervo óptico), tonometria (medida da pressão intraocular) e biomicroscopia de segmento anterior (análise da parte anterior do olho – conjuntiva, córnea, iris e cristalino).

Segundo a médica Fabíola, procedimentos como refração, fundoscopia e o teste de acuidade visual, entre outros realizados pelos optometristas, podem resultar em danos à saúde dos pacientes: “Exames podem identificar patologias que causam até cegueira irreversível, e eles não possuem qualificação nem competência para diagnosticar e trabalhar com tecidos vivos, suas variações e inúmeras patologias”.

Para a 1ª secretária do Conselho Regional de Medicina (Cremeb),NedyNeves, o agravamento de doenças é o principal argumento da categoria, que exige restrição maior aos procedimentos realizados pelos técnicos em óptica.

Só o uso de lente pode piorar patologias e mascarar outras não diagnosticadas na avaliação do optometrista. “O paciente pode ser portador de retinopatia diabética, glaucoma, catarata, neurites, tumores e outras doenças, que só serão detectadas por médicos.

"O diagnóstico e o tratamento, se retardados, acarretam sequelas irreversíveis”, argumenta Nedy.
ahseb

  • murillo oliveira soglia - 31/03/2013

    a população acha médico um ser superior

    optometria atua em vários países, mas em alguns estados brasileiros encontram uma perseguição idiota, os optometrista fazem exames para passar receita apenas com dioptria para confecções de lentes corretivas. pode-se encontrar no mercado profissionais de oftalmologia ruins e profissionais de optometria ruins, mas entre os bons atuantes nas duas aréas, quem preescreve melhor receita para óculos e lentes de contato sem duvida nenhuma é o optometrista.

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011