x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

02 h 17

Segunda-feira, 11 Dezembro 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


01/02/2011

Florianópolis registra mais casos de conjuntivite na primavera

Segundo estudo, a causa da inflamação pode variar de acordo com a época do ano

A conjuntivite é a “inflamação da conjuntiva” e comumente é causada por ação  viral ou bacteriana. No estudo “Análise da prevalência de conjuntivite no atendimento emergencial do serviço de oftalmologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina nos anos de 2004 a 2008”, Adriana Soares, Augusto Adam Netto e Andréa Soares explicam que essa é a doença ocular mais comum e a causa mais frequente de “olho vermelho” diagnosticada por médicos na atenção primária.
 
“A conjuntivite também pode ser resultante de contato ocular com substâncias químicas, como ácidos ou álcalis, colírios utilizados sem prescrição médica, alergia, soluções de lente de contato, frio, vento e mais raramente, traumatismo ocular”, apontam no estudo, publicado em 2010, nos Arquivos Catarinenses de Medicina.
 
No caso da conjuntivite viral, os pesquisadores explicam que medidas de higiene devem ser tomadas, já que frequentemente esta etiologia causa epidemias, sendo habitualmente transmitida através das mãos, instrumentos médicos e piscinas.
 
A Sociedade Brasileira de Oftalmologia dá algumas instruções para tentar evitar o contágio, por exemplo, evitar ambientes fechados e com muita gente; não ir a sauna, praia e piscina, em caso de epidemia; retrair-se, nas habituais manifestações de sociabilidade, restringindo apertos de mão, abraços e beijos na face; não tocar em objetos que foram manuseados antes por portador da doença, como maçanetas, alças, bolsas, pacotes, teclados, caneta/lápis, copo, talheres etc; lavar o rosto e as mãos com maior frequência que o comum; entre outras.
 
No estudo, realizado com 424 pacientes com diagnóstico de conjuntivite, os pesquisadores observaram que a conjuntivite bacteriana foi a mais incidente em todas as estações climáticas, sendo que o maior número de casos se deu na primavera e no inverno.
 
Eles explicam que isso corrobora com outros estudos que também apontam que as conjuntivites bacterianas apresentam um pico nos períodos de dezembro a abril, estações climáticas que no hemisfério norte correspondem ao inverno e à primavera. Já a conjuntivite viral foi mais diagnosticada no outono e a conjuntivite alérgica foi mais diagnosticada no inverno.

“Diante de todo esse panorama discutido nas linhas anteriores, podemos perceber que a conjuntivite é uma doença de manifestação frequente que, sem dúvida, ocupa lugar de destaque no número de atendimentos em unidades de emergência ou ambulatórios de oftalmologia”, dizem.

wscom

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011