x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

06 h 39

Terça-feira, 12 Dezembro 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


22/02/2011

Praticamente todas as pessoas terão que operar de catarata

A doença é causada pelo envelhecimento do cristalino e o único tratamento é a cirurgia

Quinze irmãos de uma família de Campo Maior (PI) passaram por cirurgia de catarata, todas feitas pelo mesmo médico, o oftalmologista Tony Catanhade. "Estou me preparando agora para a cirurgia do décimo sexto irmão", lembrou.

Segundo o especialista, praticamente todo mundo terá que passar por uma cirurgia semelhante. A catarata é uma lesão ocular que atinge e torna opaco o cristalino, o que compromete a visão.

A principal causa é mesmo o envelhecimento e costuma aparecer a partir dos 50 anos. "Aqui em Teresina, por conta da nossa característica climática é realmente muito difícil alguém não ter catarata. A exposição solar leva a isso", ressaltou o médico.

Outras causas são diabetes, uso sistemático e sem indicação médica de colírios, especialmente dos que contêm corticóides, inflamações intra-oculares e traumas como socos ou batidas fortes na região dos olhos. "Um estilo de vida sem vícios em álcool e drogas, por exemplo, pode retardar o aparecimento da catarata", completou.

O portador tem dificuldade para enxergar com nitidez. Isso porque os raios luminosos não conseguem atingir plenamente a retina onde ficam os receptores. Uma boa forma de identificar o problema é comparar a lesão com a visão através de um óculos embaçado ou com uma névoa diante dos olhos. Pode ser congênita ou adquirida.

Tratamento

O único tratamento para catarata é o cirúrgico. A implantação de uma lente dentro do olho, desde o início da década de 80, é considerado um grande avanço na melhoria da qualidade de vida desses pacientes.

Antes desta época, quando a catarata era retirada não se colocava nada em seu lugar, tendo em vista que a enfermidade é identificada como uma lente de, geralmente, 22 graus, o que se fazia era prescrever um óculos "fundo de garrafa" para compensar a retirada da lente própria do olho. Tal fato era responsável pelo cirurgião decidir em operar somente quando a catarata estivesse muito madura, ou seja, com o paciente quase cego.

Atualmente existe um grupo de lentes especiais para colocar dentro do olho, que na oftalmologia têm sido denominadas como Premiuns.

É justamente o caso da família Barros, de Campo Maior, onde a implantação de lentes intra-oculares melhorou a qualidade de vida dos 15 irmãos, que se submeterem à cirurgia.

"A cirurgia da catarata tem vivido um forte refinamento tecnológico, que a tornou rápida e segura, sendo que o advento das lentes intra-oculares de última geração aumentou, de forma significativa, o grau de satisfação dos pacientes que se submetem a tal processo", comentou o médico Tony Cantanhede.

Para o oftalmologista, os números e estatísticas do sucesso deste procedimento são cada vez mais expressivos, sendo este um dos fatores essenciais para que os especialistas da área se tornem entusiastas de sua profissão. "Nem tudo se resume a números, pois eles são incapazes de traduzir a realização que isto nos proporciona, como homem, médico e amigo", concluiu.

Recomendações

* Não use colírios, especialmente os que contêm corticóides, sem recomendação médica e respeite o prazo determinado pelo médico para aplicação do medicamento;

* Procure um oftalmologista imediatamente se notar qualquer inflamação ou sofrer algum trauma na região dos olhos;

* Consulte também o oftalmologista sempre que notar alguma alteração visual. A evolução da catarata é lenta, pode ocorrer primeiro em um dos olhos e a pessoa vai se acostumando com a perda progressiva da visão;

* Não tenha medo da cirurgia. Os resultados são animadores e a recuperação, muito rápida.
O Dia

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011