x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

10 h 54

Quinta-feira, 21 09 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


08/06/2011

A saúde dos olhos no inverno

Como a Síndrome do Olho Seco, comum nas estações frias do ano, pode trazer complicações para a saúde ocular.

Os médicos oftalmologistas, Dr. Léo Carvalho e Dr. Luís Gustavo Ribeiro, proprietários da CLÍNICA DE OLHOS (www.clinicadeolhos.org) esclarecem questões sobre a saúde ocular durante a estação mais fria do ano. A síndrome do Olho Seco, comum no outono e inverno, pode comprometer a visão, mas, sabendo as formas de evitá-la, não há motivos para preocupações.

O clima seco e o consequente aumento da poluição nas frias estações são as causas mais comuns do aparecimento da Síndrome do Olho Seco, que é uma doença crônica, caracterizada pela diminuição da produção da lágrima ou deficiência em alguns de seus componentes, ou seja, pouca quantidade e/ou má qualidade da lágrima. Estima-se que a doença atinge aproximadamente 10% da população geral.

As causas do aparecimento do olho seco são: ambientes com clima seco, vento e poluídos, exposição ao ar condicionado e monitores de computador, uso de lentes de contato, alguns medicamentos, alergias, algumas doenças da pele e sistêmicas, tabagismo, mudanças hormonais como a menopausa e a idade avançada, onde a produção da lágrima é menor.

Os sintomas de olho seco são ardor, coceira, olhos vermelhos, irritação, visão borrada, lacrimejamento excessivo, desconforto após ver televisão, ler ou trabalhar em frente ao computador e dificuldade para ficar em lugares com ar condicionado. O diagnóstico é feito pelo médico oftalmologista que com testes específicos deve medir a produção, a evaporação e a qualidade da lágrima.

Para tratar a síndrome é preciso substituir a lágrima por colírios de lágrimas artificiais e quando necessário realizar a oclusão dos pontos lacrimais, diminuindo assim a drenagem da lágrima existente. Em casos mais severos deve-se utilizar medicação sistêmica via oral.

Estar atento a saúde é a maneira ideal para manter e melhorar a qualidade de vida, e consultas médicas periódicas ainda é a melhor forma de prevenção e tratamento de doenças.
Sobre o Dr. Léo Carvalho:

Dr. Léo Carvalho é médico oftalmologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC. É membro da Academia Americana de Oftalmologia. Professor Assistente do setor de Glaucoma da Faculdade de Medicina do ABC é também Diretor do setor de Oftalmologia da Clínica Dom Bosco da cidade de São Paulo. Médico Voluntário do Projeto Catarata do ABC.

Sobre o Dr. Luís Gustavo Ribeiro:

Dr. Luís Gustavo Ribeiro é médico oftalmologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC. Possui o título de Especialista em Oftalmologia pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia. É médico assistente do Setor de Cirurgia Refrativa da Faculdade de Medicina do ABC. Diretor clínico do I.B.V.- Instituto Brasileiro da Visão. É Membro da Academia Americana de Oftalmologia e também da Sociedade Americana de Catarata e Cirurgia Refrativa.

Clínica de Olhos

A Clínica de Olhos dos doutores Leo Carvalho e Luís Gustavo Ribeiro  tem um importante compromisso com a saúde dos olhos. Localizada em um espaço nobre e acolhedor no Itaim Bibi, a clínica reúne equipamentos de  última geração e médicos altamente capacitados para atender  todas as patologias no ramo da oftalmologia, bem como a realização de exames de rotina necessários para a saúde ocular.
 
Atendimento exclusivo para você. Compromisso com os pacientes.

Conforto, qualidade e privacidade. Tudo isso, mais o atendimento personalizado e a interação com o paciente, para estudo do correto diagnóstico, são o que a clínica oferece aos seus clientes.

www.clinicadeolhos.org

Rua Joaquim Floriano 466 conj. 1902- Brascan Office- Itaim- 3078 8800 - São Paulo - SP

Opticanet

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011