x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

18 h 10

Quinta-feira, 23 Novembro 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


04/07/2011

10 de julho: dia de lembrar dos cuidados com a visão

Entre 40 e 45 milhões de pessoas no mundo não enxergam e outras 136 milhões sofrem algum tipo de deficiência visual. No dia mundial da saúde ocular é preciso repensar a importância que se tem dado aos cuidados com a visão.

Um dos sentidos mais utilizados pelo homem, a visão precisa de atenção e cuidados especiais. E para lembrar disso, a Organização Mundial da Saúde e a International Agency for Prevention of Blindeness marcaram 10 de julho como o Dia Mundial da Saúde Ocular, data que faz parte do calendário do Ministério da Saúde. O objetivo é reunir esforços para erradicação causas de cegueira com o movimento "Visão 2020: o direito de ver". Até lá foi firmado o compromisso de reforçar a importância da prevenção para qualidade visual.

De acordo com o oftalmologista Jonathan Lake, é importante lembrar que os olhos precisam de acompanhamento constante para a prevenção e detecção de patologias. Assim, é imprescindível visitar o oftalmologista pelo menos uma vez ao ano. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimam que dos 24,6 milhões de pessoas com deficiência no Brasil, 70% são cegos ou possuem baixa visão. "O diagnóstico precoce é decisivo para o tratamento e até mesmo para a cura. 8 em cada 10 casos de cegueira poderiam ser evitados, conforme mostram pesquisas da própria OMS". O Conselho Brasileiro de Oftalmologia revela que 90% das vítimas de cegueira são de baixa renda, o que muitas vezes não significa apenas falta de recursos, mas sim de informação.

Segundo o médico se descoberto na infância, melhor ainda. Entre 0 e 7 anos é a época que o sistema nervoso ocular e cerebral tem boa plasticidade. Se a criança que precisa usar óculos fizer isso regularmente, vai desenvolver uma ótima acuidade visual, podendo até chegar a normalidade. "O teste do olhinho, feito ao nascer, consegue identificar e descartar problemas oculares. E até mesmo antes disso, durante a gravidez, a mãe deve cuidar da visão do bebê, pois uma doença como a rubéola pode causar o aparecimento da catarata congênita e alguns problemas na retina", ressalta Lake.

Uma das maiores causas de cegueira reversível no Brasil é a catarata. O oftalmologista Celso Boianovsky, especialista na doença, conta que o motivo disso é a identificação tardia pelo doente. "Os avanços no campo da microcirurgia permitem hoje procedimentos seguros e eficientes no tratamento da catarata. Assim é possível proporcionar uma melhora significativa da qualidade de vida das pessoas, evitando a perda da visão. Em alguns casos é possível ainda corrigir problemas refrativos com o uso de lentes intraoculares durante o procedimento da retirada da catarata".

No caso do glaucoma o problema é que na maioria das vezes ele se apresenta de maneira silenciosa, sem qualquer sintoma de alerta. "Quando o glaucoma avisa que está ali, pode ser tarde. Quando detectado em exames, pode ser controlado. Hoje existem até mesmo lasers que diagnosticam precocemente o glaucoma", explica o Dr. Roberto Alencar, especialista em glaucoma. E completa: "É importante compreender que apesar de ser mais comum depois dos 40 anos, pessoas jovens e até crianças podem apresentá-lo. Traumas, problemas congênitos, histórico familiar e até mesmo a etnia podem contribuir para o aumento da pressão ocular".

Para o retinólogo Sebastião Ferreira Neto, a degeneração macular relacionada à idade também merece atenção, já que afeta uma em cada quatro pessoas acima dos 70 anos. Apesar de não ter cura, pode ser controlada, evitando que se chegue a um quadro de perda da visão central. "Ninguém deve achar normal ter a visão embaçada, mesmo que a pessoa já tenha mais idade. O ideal é que a degeneração seja detectada a tempo para que haja uma resposta eficaz ao tratamento, como por exemplo com o uso de drogas antiangiogênicas, que vêm obtendo excelentes resultados em pacientes com degeneração macular", relata o médico.

O médico também faz uma ressalva aos diabéticos. Cuidado redobrado com a retinopatia diabética, outra patologia grave que pode comprometer as vistas. Levantamentos do Conselho Brasileiro de Oftalmologia estimam que 75% dos portadores de diabetes mellitus há mais de 20 anos apresentem o problema. "Mas independentemente do tempo de diagnóstico do diabetes, o exame oftalmológico deve ser periódico para que qualquer alteração ocular seja detectada".

Em casa - Mas nem só as doenças podem prejudicar a visão. Acidentes oculares em ambientes domésticos são mais comuns do que se imagina, como traumas ou por ação de agentes externos. Algumas situações corriqueiras como a utilização de água sanitária, desinfetante, ou até o manuseio de uma furadeira podem causar danos a visão. "Dos 410 casos de acidentes oculares registrados diariamente no país, conforme o CBO, 25 são irreversíveis. Porém pesquisas mostram que 98% dos acidentes poderiam ser evitados se fossem tomados os devidos cuidados", ressalta Dr. Jonathan Lake.
Opticanet

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011