x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

11 h 03

Domingo, 23 Novembro 2014

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


18/07/2011

Ceratocone: nova tecnologia estabiliza doença que é principal causa de transplante de córnea no Brasil

Além das lentes rígidas e do transplante de córnea - como último recurso -, uma nova tecnologia tem se mostrado eficaz para estabilizar o ceratocone, doença que atinge uma em cada vinte mil pessoas no Brasil: o cross linking. De acordo com o oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo, trata-se de uma alternativa segura e que tem resultado em importantes benefícios para os pacientes.

"Quanto mais cedo for diagnosticada a doença e aplicado o cross linking, mais efetivamente se consegue estabilizar o ceratocone. O tratamento se resume à aplicação de uma vitamina chamada riboflavina (B2) na córnea que, exposta à luz ultravioleta a cada cinco minutos durante um total de 30 minutos, estimula novas ligações entre as moléculas de colágeno. A técnica não só endurece a parte anterior da córnea e estabiliza a doença, como em alguns casos proporciona melhor visão. Colírios antibióticos e anti-inflamatórios são necessários durante alguns dias, até que o paciente passe a enxergar com clareza", diz o médico. Mais de 100 artigos revisados de várias partes do mundo demonstraram que a efetividade do cross linking gira em torno de 93%.

Entenda o ceratocone

Em pessoas com visão normal, a luz atravessa a córnea - que tem uma superfície lisa e esférica - e atinge a retina, permitindo ao cérebro formar imagens claras e bem definidas. No caso do ceratocone, a córnea vai adquirindo formato cônico e irregular, resultando em visão distorcida. Em muitos casos, os graus de miopia e astigmatismo também avançam rapidamente.
De acordo com o doutor Renato Neves, os óculos de grau não corrigem a visão de quem tem ceratocone, já que não se ajustam ao formato dos olhos. A solução utilizada pela maioria das pessoas que convivem com o problema é o uso de lentes rígidas.
 
"Quem não se adaptava ao uso de lentes rígidas, acabava tendo de recorrer à cirurgia e, em casos mais graves, ao transplante de córnea. Daí a importância de termos um tratamento muito menos invasivo para a correção do ceratocone. Trata-se de um recurso que aumenta consideravelmente a qualidade de vida do paciente". 

Opticanet

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011