x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

02 h 54

Quarta-feira, 24 Maio 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


28/07/2011

Você já visitou o oftalmologista este ano?

Saúde ocular necessita de cuidados constantes e regulares.

A visão, um dos sentidos mais utilizados pelo homem necessita de atenção e cuidado especial diariamente. Justamente por isso, é preciso repensar a importância que se tem dado aos cuidados com ela. De acordo com a Organização Mundial de Saúde – OMS estima-se que em todo mundo há entre 40 a 45 milhões de pessoas que não enxergam nada ou quase nada. Além disso, 136 milhões de pessoas sofrem de algum tipo de deficiência visual. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE estimam que dos 24,6 milhões de pessoas com deficiência no Brasil, 70% delas são cegos ou possuem baixa visão.

Com números tão altos de pessoas com deficiência visual, especialistas em oftalmologia fazem um alerta a população: os olhos precisam de acompanhamento constante para a prevenção e detecção de patologias, mesmo antes do nascimento, é de fundamental importância que a mãe já esteja atenta para os cuidados com o recém nascido. “A visita ao oftalmologista é imprescindível ao menos uma vez ao ano. O diagnóstico precoce é decisivo para o tratamento e até mesmo para a cura. Exemplo é que oito em cada 10 casos de cegueira poderiam ser evitados, caso fossem diagnosticados com tempo. É necessário que o recém nascido passe pelo teste do olhinho”, afirma o médico oftalmologia, especialista em córnea e doenças oculares, Cláudio Rabelo Santos Picosse do HCO – Centro Completo em Oftalmologia.

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, 90% das vítimas que sofrem de cegueira são de baixa renda. O que muitas vezes não significa apenas falta de recursos, mas sim de informação, diz o especialista. Segundo o médico, se a maioria desses casos fosse descoberto durante a infância ou em consultas regulares e constantes, o quadro poderia ser revertido ou amenizado.

Crianças e recém nascidos

O cuidado com os olhos começa ainda na barriga da mãe. Doenças como a rubéola, durante a gravidez pode causar o aparecimento da catarata congênita e alguns problemas na retina. “Para isso, um teste muito eficiente, chamado de teste do olhinho feito ao nascer, consegue identificar e descartar problemas oculares”, afirma Cláudio Picosse.

Glaucoma e catarata

Uma das principais causas de cegueira reversível no Brasil é a catarata. E isso acontece pelo simples fato da doença ser diagnosticada e identificada tardiamente pelo paciente. Segundo o especialista, os avanços no campo da microcirurgia permitem procedimentos seguros e eficientes no tratamento dessa patologia. “É possível proporcionar uma melhora significativa de qualidade de vida em pessoas, evitando a perda da visão. Em alguns casos, se detectados a tempo, é possível ainda corrigir problemas refrativos com o procedimento da retirada da catarata”, enfatiza Cláudio Picosse.

Já no caso do glaucoma, o inimigo é silencioso. Na maioria das vezes o problema se apresenta de forma e maneira silenciosa, sem qualquer sintoma de alerta, explica o médico. “Quando o glaucoma dá evidências que já está instalado pode ser muito tarde. Porém, se detectado em exames regulares, pode ser controlado”, afirma.

O médico especialista finaliza dizendo que é importante compreender que apesar de ser mais comum depois dos 40 anos, o glaucoma pode se apresentar em pessoas jovens e até crianças, por isso a necessidade de visitas constantes e regulares em um médico especialista que pode diagnosticar e detectar tais patologias ainda em tempo de cura. “Boa parte das patologias oculares detectadas em tempo tem grande possibilidades de reversão. As consultas regulares em consultórios oftalmológicos reduzem significativamente problemas futuros. Procure seu médico oftalmologista regularmente”, conclui.
JorNow

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011