x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

22 h 11

Quinta-feira, 17 08 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


31/03/2014

CATARATA: MITOS & VERDADES

Dr. Richard Yudi Hida esclarece as principais dúvidas sobre o tema

No Brasil existem aproximadamente 2 milhões de portadores de catarata, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Ela é a maior causa de cegueira no mundo. Mas, o que vem a ser a doença? Muitas perguntas surgem quanto esse tema vem à tona. Aquela pequena pele que cresce em frente ao olho, é a catarata? A doença é hereditária? Pode acometer crianças ou apenas idosos?
 
 A catarata é uma alteração ocular que atinge e torna opaco o cristalino, lente situada atrás da íris, cuja transparência permite que os raios de luz o atravessem e alcancem a retina para formar a imagem. Esse envelhecimento gradual do cristalino compromete a visão e pode levar à cegueira. Alguns fatores, no entanto, podem acelerar a formação da catarata, dentre eles: diabetes, inflamação no olho, trauma, histórico familiar de catarata, uso de corticóides via oral (a longo prazo), exposição à radiação, fumo, cirurgia em função de outro problema oftalmológico ou exposição excessiva a raios ultravioleta.
 
Para esclarecer, algumas das principais dúvidas que permeiam o assunto, ooftalmologista Richard Yudi Hida, fala sobre alguns mitos e verdades. Confira abaixo.
 
COLÍRIOS PODEM CURAR A CATARATA
MITO. A catarata só é tratada por meio da cirurgia. Ao contrário do que se imagina, o procedimento cirúrgico para tratar o problema é por meio de ultrassom e não por laser. O aparelho aspira o cristalino e injetamos uma lente atrás da íris - parte colorida dos olhos. A recuperação geralmente ocorre em uma semana (existem colírios para este objetivo, mas não ha evidências cientificas que comprovem sua eficácia).
 
A CATARATA NÃO VOLTA APÓS A CIRURGIA
VERDADE. O que pode ocorrer é a opacificação da cápsula transparente em que se coloca a lente intraocular. Isto ocorria em até 30% dos casos, quando se utilizava modelos de lentes mais antigos. Hoje em dia ocorre em somente 5 a 10% dos casos. Uma espécie de polimento da lente com laser pode resolver o problema de forma rápida e indolor.
 
A CATARATA É UMA PELINHA QUE CRESCE EM FRENTE AO OLHO
MITO. Muitas pessoas confundem a membrana que cresce na superfície da córnea, que se denomina pterígio, com a catarata. O pterígio pode crescer, deixar o olho avermelhado e, se atingir o centro da córnea, também pode baixar a visão. A catarata é interna e só pode ser vista a olho nu em casos muito avançados, quando se observa um reflexo esbranquiçado atrás da pupila.
 
É POSSÍVEL LIVRAR-SE DOS ÓCULOS OPERANDO A CATARATA
VERDADE. Na maioria dos casos, sim. Atualmente existe uma grande variedade de lentes para a cirurgia de catarata. As mais recomendadas são as dobráveis de acrílico, que são inseridas por meio de uma pequena incisão e proporcionam uma recuperação visual mais rápida e segura. Existem também as lentes de modelo multifocal ou bifocal, que permitem a visão de perto a meia distância e de longe, reduzindo a necessidade de uso de óculos para perto para 80% dos pacientes. Mas nem todos os indivíduos com catarata têm o perfil para este implante, portanto o médico deve ser consultado para analisar essa possibilidade.
 
A CATARATA É UMA DOENÇA APENAS DE IDOSOS
MITO. A catarata senil, que afeta pessoas com mais de 60 anos, está relacionada com o envelhecimento. No entanto, existem outros tipos de catarata, como por exemplo, a congênita, que se manifesta na infância, podendo surgir do nascimento até os 10 anos de idade. Geralmente aparece em decorrência de doenças como a rubéola e a toxoplasmose durante a gravidez.
 
O DIABETES É UM FATOR DE RISCO CONHECIDO PARA O DESENVOLVIMENTO DA CATARATA
VERDADE. Várias pesquisas já mostraram a maior prevalência e frequência de catarata em pacientes diabéticos. Isto se dá principalmente devido aos altos níveis glicêmicos nestes pacientes. É indispensável que todos os pacientes portadores de diabetes façam controles oftalmológicos periódicos e mantenham sempre um bom controle glicêmico, a fim de se evitar o desenvolvimento da catarata.
 
PARA CORRIGIR A VISÃO, ÓCULOS SÃO MELHORES DO QUE LENTES DE CONTATO
VERDADE. Na grande maioria dos casos, para corrigir a visão, tanto os óculos, quanto as lentes de contato, são boas alternativas, porém, em alguns casos, as lentes de contato podem garantir uma melhor visão, sobretudo em altos graus, por estarem em contato direto com a córnea. Entretanto, vale lembrar que existem regras para o uso de lentes de contato, que só pode ser recomendado por um médico especializado. Vale lembrar que existem riscos de lesão grave na córnea, caso as lentes de contato estejam mal adaptadas.
 
Sobre Dr. Richard Yudi Hida
Há quase 20 anos, Dr. Richard Yudi Hida atua na área de oftalmologia clínica e cirúrgica, no tratamento das mais variadas doenças visuais. O profissional é graduado pela Faculdade de Medicina de Santo Amaro – Universidade de Santo Amaro (UNISA), e doutorando do Departamento de Oftalmologia da Keio University - School of Medicine, de Toquio, no Japão.
Dr. Richard é especializado em oftalmologia pelo Departamento de Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo. Atualmente, é chefe do Setor de Catarata do Departamento de Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo, responsável por cerca de 350 cirurgias por mês. É também diretor técnico do Banco de Tecidos Oculares da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, responsável por coordenar a distribuição de tecidos oculares desta instituição.
O profissional ainda é membro especialista em cirurgia de Transplante de Córnea e doenças da Córnea e Superfície Ocular do Departamento de Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo. É médico voluntário, colaborador e membro do Grupo de Estudo em Superfície Ocular do Departamento de Oftalmologia da Universidade de São Paulo (USP), responsável por orientar inúmeras pesquisas internacionais e nacionais sobre tratamento e diagnóstico de doenças da superfície ocular

Dezoito

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011