x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

05 h 09

Quarta-feira, 13 Dezembro 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


23/07/2014

Quais as causas da conjuntivite alérgica durante o inverno?

Baixas temperaturas trazem doenças respiratórias como resfriados, sinusite e asma, mas não são as únicas preocupações que devemos ter com a nossa saúde. Os nossos olhos também precisam de cuidados na época mais fria do ano para evitar problemas como a conjuntivite alérgica.

O médico oftalmologista do Instituto Médico Oftalmológico Foz do Iguaçu (IMOF), Renato Tolazzi, explica que a conjuntiva, uma membrana transparente presente no globo ocular e na parte interna da pálpebra, pode sofrer reações alérgicas com o tempo seco do inverno.

"Essa inflamação deixa os olhos vermelhos, com um inchaço bem visível e muita ardência. Os pacientes reclamam que os olhos ficam lacrimejados, com secreções. É bem desconfortável a sensação de areia dentro dos olhos que ela causa" explica Dr. Tolazzi, apontando ainda que a conjuntivite alérgica faz com que o paciente fique com intolerância à luz e deixa a visão distorcida.

Prevenindo sempre

Dr. Renato Tolazzi explica que a enfermidade é potencializada quando há contato com ácaros que ficam nas roupas, cobertores e calçados quando estão guardados nos armários. A recomendação para este caso é que tudo seja expostos ao sol antes de usar, para acabar com os ácaros.

Outro conselho do Dr. Tolazzi é evitar contato com flores, com pólen, pelos de animais, mofo e também com o cloro presente na piscina.

“Locais com muita poluição também podem prejudicar este quadro. Para evitar o surgimento da doença, o ideal é lavar a mão e o rosto quantas vezes forem necessárias. Outra dica é não compartilhar roupas de cama, toalhas ou qualquer outra peça de uso pessoal", conta Dr. Tolazzi, lembrando ainda que esta enfermidade está relacionada com os hábitos de higiene de cada pessoa - por isso é importante manter o asseio nas mãos constantemente.

Tratamento especializado

Tão logo aparecem os sintomas, Dr. Renato Tolazzi recomenda que o paciente busque ajuda de um especialista imediatamente para exames clínicos.  "Somente assim o oftalmologista consegue detectar se há uma conjuntivite alérgica e apontar o tratamento adequado. Em alguns pacientes, o tempo de tratamento pode alcançar até 15 dias".

Sobre Renato Tolazzi

Renato Tolazzi é médico formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com especialização em Oftalmologia pelo Hospital de Olhos de Londrina (PR). Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Sociedade Brasileira de Oftalmologia, Sociedade Brasileira de Cirurgia Refrativa, Sociedade Brasileira de Catarata e Implantes Intraoculares e da Sociedade Brasileira de Lentes de Contato, Córnea e Refratometria.

Sobre o IMOF

O Instituto Médico Oftalmológico Foz do Iguaçu (IMOF) é um centro de referência no tratamento de doenças oculares com equipamentos de última geração para avaliação e cirurgias. O IMOF tem no comando o doutor Renato Tolazzi, que atua profissionalmente em Foz do Iguaçu há 13 anos e promete uma oftalmologia especializada, com uma equipe capacitada para o atendimento dos pacientes.

Além de consultas, exames, cirurgias, testes e adaptação de lente de contato, o IMOF traz novidades no tratamento de retina, como o tratamento quimioterápico com antiangiogênico.

O Instituto Médico Oftalmológico Foz do Iguaçu atende os seguintes convênios: Unimed, Furnas, Itaipu Binacional e Sanepar.

Serviço:

IMOF – Instituto Médico Oftalmológico Foz do Iguaçu

Endereço: Avenida Marechal Floriano, 1600 – Centro – Foz do Iguaçu / PR

Telefones: (45) 3523-5775 / (45) 3025-1444

Site: http://www.imof.com.br/



Paranashop

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011