x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

02 h 16

Segunda-feira, 11 Dezembro 2017

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


10/10/2006

De olhos bem protegidos


Usar óculos escuros na infância previne o desenvolvimento de melanomas oculares e cataratas

Pode haver quem ignore os alertas e há quem o faça, mas de um modo geral é sabido que a exposição solar excessiva, sobretudo a determinadas horas do dia têm efeitos nefastos na pele. O que falta interiorizar é que a mesma radiação ultravioleta (UV), responsável pelo desenvolvimento de cancros na pele, também tem efeitos nefastos na saúde ocular, principalmente das crianças e dos jovens.

Melanomas e cataratas são alguns dos problemas que podem surgir por falta de protecção nos olhos. Para prevenir estas situações, os especialistas aconselham o uso de óculos escuros em dias especiais e a partir da idade escolar. Os raios ultravioleta (A e B) são filtrados por várias estruturas do olho.

Quer a córnea, quer o cristalino são filtrantes dos UVA e dos UVB. No caso das crianças, a quantidade de radiação ultravioleta que não é filtrada pelo cristalino é 70 a 80% menor do que nos adultos. Ou seja, quanto mais novo se é, menor é a absorção desta radiação, «o que significa que ela atinge directamente a retina», como explicou Florindo Esperancinha, oftalmologista e presidente da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO).

As exposições solares prolongadas e desprotegidas não são por isso aconselháveis, principalmente até ao final da adolescência. A desprotecção dos olhos pode gerar melanomas na pálpebra, na íris e na conjuntiva. Outro efeito dos raios ultravioleta é o surgimento de cataratas, que Florindo Esperancinha considera ser “uma pandemia, talvez relacionada com o chamado buraco do ozono”. “Faz sentido que as crianças em idade escolar protejam os olhos com óculos quando estão na praia ou muito expostas à luz solar.

Antes dessa idade não se justifica, do mesmo modo que não é aconselhável que uma criança de 2 ou 3 anos apanhe muito sol durante o Verão». O uso de óculos com filtro para os UVA e UVB não deve estar reservado apenas aos dias de céu límpido, uma vez que este tipo de radiação atravessa as nuvens. De acordo com um documento divulgado recentemente pela SPO, “o uso frequente de óculos de sol encontra-se associado a um decréscimo de 40% do risco de desenvolver cataratas, e é uma forma fácil e importante de prevenir outras doenças oculares”.

Agencias - Portaloptico.com

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011