x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

15 h 35

Terça-feira, 25 Julho 2017

GUIA DE REPORTAGENS

REPORTAGEM


A polêmica cirurgia para mudança da cor dos olhos: como é realizada e quais os riscos

Desde 2002, um assunto vem gerando bastante polêmica no segmento oftalmológico. Isso porque, um médico panamenho iniciou a realização de cirurgia para mudança na cor dos olhos. Obviamente, o assunto começou, então, a ser foco de matérias na mídia e a discussão teve início.

No Brasil, a cirurgia não teve aprovação da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Segundo a médica Dra. Maíra Morales, 2ª. Secretária do Departamento de Oftalmologia da Associação Paulista de Medicina, a Anvisa dificilmente liberará este tipo de cirurgia por conta dos riscos que ela pode provocar à saúde dos pacientes.

“Se trata de uma intervenção com fins meramente estéticos e que pode oferecer sérios riscos à saúde ocular do paciente, como glaucoma, descompensação da córnea e catarata”, explica a médica.

Já no Panamá, as leis são mais permissivas, e é por isso que o Dr. Delary Kahn, oftalmologista responsável pela polêmica técnica, consegue realizar suas cirurgias dentro de seu consultório e sem maiores problemas. Na verdade, a técnica foi utilizada originalmente para aplicação de lentes castanhas em pacientes albinos, já que estes apresentavam queixas, especialmente fotofobia (sensibilidade à luz) impedindo uma vida normal. Nestes casos a cirurgia foi recomendada por médicos para melhorar a qualidade de vida dos pacientes. A partir daí o Dr. Kahn passou a utilizar a técnica com fins estéticos, desenvolvendo lentes nas cores verde e azul claro.

Estas lentes são de uso intra-ocular. Para a realização da cirurgia é aplicado um colírio anestésico e é feita uma paracentese – pequena abertura por onde é introduzida a lente dobrada. Já dentro dos olhos, sobre a íris é colocado um visco-elástico para abrir a lente, depois ele é retirado e finaliza-se a cirurgia.

Apesar de não ser realizada no Brasil, a cirurgia abriu espaço para a discussão do comportamento humano e de quanto a vaidade pode levar uma pessoa a correr riscos desnecessários na busca pela perfeição estética.

“Cabe a nós, médicos, orientar e alertar os nossos pacientes dos riscos que eles podem correr, não apenas se submetendo às cirurgias novas e experimentais, mas também nas já consagradas”, ressalta a Dra. Maíra.

Vale lembrar sempre que antes de se submeter a qualquer tipo de cirurgia é importante esclarecer todas as dúvidas com relação à intervenção com o médico responsável, a fim de ganhar mais segurança e tranqüilidade.

Inês D. Gianni

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011