x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

12 h 40

Quarta-feira, 23 08 2017

GUIA DE REPORTAGENS

REPORTAGEM


A culpa de seu torcicolo pode estar nos olhos

Quando falamos em torcicolo, sempre vem à mente aquela sensação de desconforto causada pela contratura do músculo do pescoço. Mas nem sempre ele é o vilão da história. Pouca gente sabe, mas a posição anormal da cabeça também pode ser causada por problemas oculares.

De acordo com o oftalmologista prof. dr. Carlos Souza-Dias, professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, o diagnóstico entre esses dois tipos de torcicolo é fácil. “No caso do congênito, um problema ortopédico causado pela fibrose e inelasticidade do músculo do pescoço, chamado esternocleidomastoídeo, a pessoa não consegue corrigir a posição da cabeça, nem a empurrando com as mãos, ao passo que, no torcicolo de causa ocular, não há nada que impeça o endireitamento da cabeça”, afirma.

Esse torcicolo pode ser causado por três problemas oculares. “Um deles é o estrabismo, caracterizado pela presença de um desvio de um dos olhos, que pode ser causado por um traumatismo na cabeça, um tumor cerebral, um acidente vascular cerebral ou até mesmo ser congênito, ocorrência muito comum. A pessoa adota o torcicolo para colocar o outro olho na mesma posição do olho desviado, para evitar a visão dupla (diplopia), sensação extremamente desagradável na vida prática”, explica.

O segundo tipo é o que um ou ambos os olhos estão torcidos, isto é, estão girados ao redor de um eixo antero-posterior. Nesse caso, a pessoa tende a ver o ambiente inclinado. Então, para “endireitar o ambiente”, inclina lateralmente a cabeça (estrabismo torcional).

O nistagmo, uma espécie de tremor ou movimentos de vai-e-vem dos olhos, que prejudicam muito a capacidade visual, é o terceiro tipo de problema. Alguns nistagmos têm a propriedade de bloquear-se numa determinada posição forçada do olhar e, por isso, o indivíduo coloca a cabeça de modo que os olhos fiquem naquela posição, melhorando sua visão.

Segundo o prof. dr.Souza-Dias, o torcicolo de causa ocular pode ser de três tipos. “Há pessoas que giram a cabeça para um dos lados, aquelas que abaixam ou levantam o queixo ou ainda as que inclinam a cabeça sobre um dos ombros. Em alguns casos, uma mesma pessoa pode sofrer dos dois ou dos três tipos. Mesmo assim, todos podem ser tratados, chegando até a cura total”, complementa.

O dr.Carlos Souza Dias é professor Titular do Departamento de Oftalmologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e será o primeiro latino-americano a receber o prêmio "Linksz Award", o mais importante da Associação Internacional de Estrabismo (ISA), concedido a cada quatro anos a um estrabólogo destacado internacionalmente.

Chiara Miele

  • Seu nome

    Seu Comentário

    Seja o primeiro a comentar esta notícia, CLIQUE EM COMENTAR

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011